25 de novembro de 2012

Otaku Entrevista - Max Andrade (Paaf)


Fala galera, a coluna de entrevistas desse blog tá de volta depois de mais um breve hiato (isso tá parecendo Hunter x Hunter)... Bem, o entrevistado de hoje é desenhista de quadrinhos para internet e está com um projeto bem bacana, o nome dele é Max Andrade, autor do mangá Tools Challenge. Nessa entrevista vamos falar sobre a série e seus projetos.

A história se passa em um mundo como o nosso, só que com uma grande peculiaridade: cada pessoa nasce com uma ferramenta. Algumas pessoas nascem com ferramentas especiais, chamadas “série ouro” e não podem viver mais de 15 anos longe delas. Raion é um garoto que nasceu com este tipo de ferramenta especial, mas teve ela roubada quando nasceu, prestes a completar 15 anos terá que lutar para recuperar sua ferramenta se quiser viver.

Para ler os Capítulos de Tools online e de forma Gratuita clique aqui >> Tools Challenge



as falas em Azul são as respostas do Max

Como é desenhar um mangá para a internet?
Tem seus pontos bons e ruins. É legal ver a recepção das pessoas, a aceitação que aumenta cada vez mais mas é ruim não ter tempo por estar fazendo algo totalmente gratuito e ter que se manter com trabalho+faculdade+mangá


Desde o começo da série, você já pensava em produzir uma versão impressa? 
 Quando criei o mangá sim, a muuuuito tempo atrás. Mas depois que comecei a publicar na net não, não pensava que ele teria o reconhecimento que está tendo agora, sou meio incrédulo com meus próprios trabalhos. hahaha

Como está sendo a arrecadação com o catarse?( Catarse é um site utilizado para arrecadar fundos para realizar projetos )
Precisamos de 90 reais por dia. Por enquanto está até adiantado, mas estou com medo dos dias seguintes (vide resposta da pergunta anterior)

Além do mangá impresso de Tools, você pensa em trabalhar em outros produtos, como camisas, bottons e até action figures?
Mais futuramente. Por enquanto só a Chave Grifo que virá de brinde pra quem colaborar.

Atualmente muitas pessoas acompanham mangás japoneses em Scans. Porque, na sua opnião, mangás nacionais gratuitos na net não conseguem atrair essas pessoas?
Dois motivos: primeiro pela falta de qualidade mínima de muitos deles, e segundo por culpa do público mesmo. Costumam virar a cara e procurar defeitos (de forma quase que doentia), acham que por ser feito aqui e estar de graça na net não vale nada.


Você publica o seu trabalho de forma gratuita na net. Como foi a experiência de ver sua arte nas paginas da Ação Magazine 3?
Foi incrível, mesmo. Pra quem me conhece e acompanha meu blog sabe que era o meu sonho, sempre foi. Me emocionei quando soube que ganhei, quando a revista foi lançada e quando chegou pra mim. Nem sei explicar, nem acredito nisso ainda.

O que você acha que falta nos mangás nacionais de hoje para que eles deslanchem de vez no mercado?
Duas coisas também: Primeiro comprometimento dos autores em criar trabalhos que realmente valham a pena, coisa que demanda estudo, esforço e dedicação, e depois, que as editoras, sites, blogs e todo mundo no meio dê mais moral pra gente. Essas duas coisas são muito difíceis de acontecer, mas já estão em curso. Esse segundo item é necessário inclusive para que possamos evoluir, senão vai ficar sempre na mesma.


Na sua opinião qual a principal lição que o mercado nacinal deveria aprender dom o mercado japonês de quadrinhos?

Difícil essa. Bom, com o mercado não sei dizer. Artisticamente falando (e acho que engloba o mercado também) seria o fato de dar mais importância a bons quadrinhos, e não dar o valor exacerbado à ilustração, não quando estamos falando de quadrinhos. Temos belos ilustradores aqui, mas que não sabem fazer um conjunto bom como os japas fazem. Digo isso e tenho como exemplo grandes obras como Samurai X e YuYu Hakusho que são ótimos quadrinhos pela combinação, e não pela arte nem pelo roteiro separadamente. Temos que entender o quadrinho como uma arte independente.

Você juntou as 7 esferas do dragão e invocou o dragão ShenLong, qual o seu desejo?
Poxa, paz na terra, claro. Sem mentira. Se ele não tivesse poder pra isso, uma vida tranquila pra minha família. Aí eu poderia só fazer mangá, hahahhahaha.

(eu ia pedir pra namorar com a Bruna Marquezine)


A entrevista tá terminando, que recado quer dar aos leitores dessa entrevista?
COLABOREM COM O PROJETO! Pareço desesperado, e estou mesmo! Preciso da ajuda de vocês, senão não rola. Creio que será um grande passo pra nossas publicações independentes no mangá. Tem recompensa de 10 conto, ajuda lá!
Ah, e obrigado, a todos, todos, todos.

para ajudar o Max a fazer uma versão impressa de Tools Clique aqui >>> aqui

bom galera, essa entrevista chegou ao fim, espero que tenham gostado, gostaria que comentassem, e o Max gostaria que o Ajudassem, que tal fazer agente feliz? kkkk que encerramento sem graça, mais é o que tem pra hoje, tchau galera.
Comentários
5 Comentários

5 comentários :

  1. essa foi uma das melhores entrevistas, achou que vou dar uma chance a Tools e ler os capítulos

    ResponderExcluir
  2. sora no otoshimono fã25 de novembro de 2012 20:42

    eu também quero namorar a Bruna marquezine

    ResponderExcluir
  3. Muito boa a entrevista.

    ResponderExcluir