10 de fevereiro de 2017

5 mangás cancelados de autores muito famosos

  Diferente do Brasil onde os mangás são publicados direto em encadernados, no Japão os capítulos são publicados em revistas que reúnem muitos outros capítulos de outros mangás na publicação.  Para uma determinada série se manter em publicação em uma revista ela precisa se ter um certo nível de popularidade entre os leitores da revista, as séries menos populares são canceladas para abrir as portas para outra série de outro autor.

  Muitas vezes séries são canceladas que não são nessecariamente ruins, elas são não foram populares entre os leitores por inumeros motivos. muitos mangakás famosos já tiveram obras canceladas no começo de carreira e outros até depois de já ter um nome conhecido. confira alguns casos abaixo.

Gakkyuu Houtei


  Diferente da maioria dos títulos publicados na revista Shonen Jump cheios de lutas e aventuras, os combates nesse mangá ocorrem em tribunais escolares e os argumentos são armas poderosas para vencer, ilustrado por Takeshi Obata de Death Note e Bakuman.

  A primeira pagina apresenta a série melhor do que qualquer resenha que eu tente escrever, dá uma olhada...
  Sim, tem uma criança morta enforcada no primeiro quadrinho! No mangá o "Sistema de Julgamento Escolar" é basicamente um tribunal entre alunos para resolver os problemas entre os próprios alunos.  Um dos personagens principais é Abaku Inugami, Um advogado capaz de reverter qualquer situação ao seu favor. A outra é a Promotora Pine Hanzuki. Entenda melhor a atuação desses personagens com o quadrinho abaixo...

  Infelizmente não conseguiu se manter por muito tempo nas paginas da Jump e foi cancelado, é uma difícil uma  série com uma temática tão diferente ter sucesso na revista.


Sensei no Bulge


Oumagadoki Zoo


    Ambos mangás de Kōhei Horikoshi, mangaká de My Hero Academia. Esses trabalhos também foram publicados na Shonen Jump, mesmo com essas primeiras séries sendo canceladas com poucos capitulos o autor conseguiu mostrar seu talento que veio a ser comprovados anos depois em My hero Academia.

  Oumagadoki Zoo Foi a primeira obra do autor publicada na revista Shonen Jump no ano de 2010, mais devido a baixa popularidade a serie foi cancelada com apenas 29 capítulos. 

   A serie conta a historia de Hana, uma estudante muito desajeitada em busca de seu primeiro emprego, que acha uma vaga de emprego no zoológico, porem esse é um zoológico magico, administrado coelho gigante, juntos eles tem a missão de proteger o zoológico.

   Em 2012 o altor retorna a revista com um novo trabalho, Sensei no Bulge. Mais esse foi cancelado só com 16 capitulos.

  O Mangá é uma mistura de filmes de espaço como Star Wars com mundo fantástico de RPG estilo medieval, a historia se passa em um planeta chamado Industria, que é como se fosse a terra durante o período da revolução industrial, Astro, o personagem principal é um garoto que trabalha muito todos os dias para sustentar outras crianças de rua que ele considera como se fossem sua família, porem um dia Astro descobre que se tornará o príncipe de Industria.

Otoko Zaka


  Esse mangá é considerado por Masami Kurumada, autor de Os Cavaleiros do Zodíaco, a obra máxima da sua vida. Porem Otoko Zaka foi traumaticamente cancelado na revista Shonen Jump (Link) com epenas 3 volumes encadernados.

Zombie Powder

  Zombie Powder foi o primeiro mangá serializado de Tite Kubo (Bleach), publicado na Shonen Jump em 1999 e cancelado com só 27 capítulos.

Sinopse:
  Em algum lugar no deserto jaz o maior tesouro do mundo: os 12 Anéis dos Mortos, dizem que se você juntar todos eles, você pode produzir a misteriosa Substância Zombie Powder, que pode ressuscitar os mortos e garantir a vida eterna. Pessoas que procuram pelos anéis são chamadas de Powder Hunters, Elwood quer usar o poder dos anéis para ressucitar sua irmã.
(Sinopse de Mangás Fox)

Outras postagens interessantes 

5 mangás perturbados de verdade 5 mangás que eram diferentes no começo Os animes de aventura mais empolgantes Os 20 animes com melhores cenas de batalha O mangaká favorito dos japoneses

Nenhum comentário :

Postar um comentário